quarta-feira, 5 de novembro de 2008

“Nothing's gonna change my world...”

Nem tudo é o que parece, essa frase também vale para nem tudo que se fala é verdade. Muitas vezes a gente pensa e não fala, ou fala qualquer coisa para esconder a verdade. Você é aquilo que você pensa? Você é aquilo que você fala? Ou você é aquilo que vocês faz?

Taí 3 coisas diferentes pensar, falar, fazer. Pensar é tão particular, falar é tão fácil e fazer é complicado. Ultimamente tenho pensado demais, falado de menos e fazendo pouco.

À vezes penso demais, até largar a faculdade passou pela minha cabeça. De repente aquele sentimento de “o que eu to fazendo aqui” me pegou forte, me senti perdida, deslocada e arrependia do rumo que tomei na minha vida. Sabe àquela hora em que tudo parece estar fora de lugar...

EU ANDO PELO MUNDO PRESTANDO ATENÇÃO
EM CORES QUE EU NÃO SEI O NOME
CORES DE ALMODÓVAR
CORES DE FRIDA KAHLO, CORES
PASSEIO PELO ESCURO
EU PRESTO MUITA ATENÇÃO NO QUE MEU IRMÃO OUVE
E COMO UMA SEGUNDA PELE, UM CALO, UMA CASCA,
UMA CÁPSULA PROTETORA
EU GOSTO DE OPOSTOS
EXPONHO O MEU MODO, ME MOSTRO
EU CANTO PRA QUEM?
EU ANDO PELO MUNDO E MEUS AMIGOS, CADÊ?
MINHA ALEGRIA, MEU CANSAÇO?
MEU AMOR CADÊ VOCÊ?
EU ACORDEI
NÃO TEM NINGUÉM AO LADO”

Nada acontece por acaso, “será que existe alguém, ou algum motivo importante, que justifique a vida ou pelo menos este instante”... Está meio difícil levar esse final de ano... Sem objetivos e algumas coisas me incomodam. Eu só queria poder mudar, fugir, talvez nem voltar. Recomeçar do zero, longe, de maneira diferente. Só queria ser outra pessoa, ou eu mesma, mais de maneira diferente. Por que ser assim, melancólica como esse texto???

Quem gosta de pessoas que reclamam da vida??? Por isso guardo tudo lá no fundo, mais o fundo virou raso e não agüento mais guardar, “take a sad song and make it better” Para o mundo q eu quero descer... Mais o mundo não para, a vida continua e se a gente parar, ela vem e nos atropela... é quem disse que a vida é justa??

Mais a gente sobrevive, “caminhando e cantando e seguindo a canção, somos todos iguais, braços dados ou não”

Pra não dizer que não falei de flores: Érica, parabéns, mesmo longe você está aqui no meu coraçãozinho, sei que seu aniver foi chatissimo viajando pra Berlim....Mais todo de melhor para você. Que Deus continue guiando esses passos que já foram para tão longe. Que a alegria de viver permaneça para sempre nesse coração e que os sonhos tornem-se reais. Viva bem e feliz e seja aquilo que o seu coração mandar!! Amo-te....

Um comentário:

Erica disse...

Oi terwis, obrigada, senti muito sua falta, queria q tivesse aqui comigo, ve se se organiza e vem me ver em janeiro, so nos duas pra gente poder papear bastante e passear tbm...bjos