domingo, 14 de setembro de 2008

"And they told me I don't need to worry..."

Mais um domingo em que a falta do que fazer me faz escrever por aqui. Pra falar a verdade, tenho muitas coisas para fazer, prova de custos e outras tantas coisas, mais deixa pra lá...

Hoje é um dia muito especial faz 34 anos que os amores da minha vida se casaram. Se não fosse esse dia, 34 anos atrás, eu não estaria aqui. Meu pai e minha mãe são provas vivas de que o amor existe. Venho de uma família que preserva o casamento.

Meus avôs por parte de pai fizeram este ano 61 anos de casados e por parte de mãe 60. Isso é a coisa mais linda. Unidos, felizes e ainda se amam. É por eles que eu ainda acredito no amor. Costumo brincar: eu acredito no amor, ele que não acredita em mim!

Fui à missa hoje e agradeci a família que eu tenho. Como eu já escrevi uma fez, parente a gente não escolhe, ganha de presente quando nasce, só pra não ser sozinho neste mundo. Acabamos que nem comemoramos direito, comprei um bolinho e eu, a mãe, o pai e a vó tiramos algumas fotos. Pena meus irmãos não estarem aqui também. São esses momentos simples de felicidade, que nos fazem parar e agradecer. Pena eles não estarem na miss comigo.

Esse final de semana também foi de novas experiências, conheci finalmente o Pub, muito lindo o lugar, realmente gostei e acho que nunca dei tanta risada na minha vida. Foi realmente um dia diferente. O bom de ter saído na sexta é que não fiquei tão estressada de estudar sábado e domingo. Resumindo o final de semana, basicamente (começando na sexta), pub com a Vê e a Tchê, boa noite de sono, almoço na roça, matei a saudade dos avôs, custos, Bar da Maria com primitchos, filme, boa noite de sono, carona com Tio Jorge, almoço e os outros avôs, bolo e bodas, custos, missa, quermesse, risadas e fim.

Tem algumas caraminholas na minha cabeça que ficam me perturbando, mas elas passam, espero! Tem horas que o melhor é não pensar! rs...

E essa semana, tem Jorge e Mateus, ir ou não ir??? Eis a questão!! Pro show do TM já está acertado, só não sei ao certo com que vou... mais eu vou nem que seja sozinha!!

Mais depois desse final de semana fica a certeza, graças às bodas, que o amor existe, além de algumas coisinhas que aprendi:
  • As pessoas, às vezes, não retribuem o que você faz, e isso não é por maldade, é por não perceberem que são necessárias ali naquele momento;
  • O ego de algumas pessoas é grande demais e isso pode fazer mal aos outros;
  • Minha alto-estima precisa ser elevada;
  • “tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos”;
  • Algumas amizades serão eternas;
  • Algumas pessoas aparecem na sua vida por acaso e ficam;
  • Uma palavra de incentivo pode mudar uma vida;
  • Pensar e falar nem sempre é suficiente, é preciso agir - “faz, porque você só vai saber, se o final vai ser feliz, depois que tudo acontecer”;
  • Ainda preciso de um dia sozinha, pra por a cabeça em ordem;
  • Eu ainda preciso estudar muito mais custos.
"Maybe sometimes, we feel afraid, but it's alright

The more you stay the same, the more they seem to change.

Don't you think it's strange?

Girl, put your records on, tell me your favorite song

You go ahead, let your hair down

Sapphire and faded jeans, I hope you get your dreams,

Just go ahead, let your hair down.

You're gonna find yourself somewhere, somehow."

(Put Your Records On - CORINNE BAILEY RAE)

2 comentários:

Erica disse...

Oi terwis, q bom q pelo menos vc passou essa data tao especial com os papis, eles merecem toda a felicidade do mundo nao é...um super bjo...vou ver se falo com eles hj...
muito bom o seu texto, o meu fim d semana nao tem nada pra contar, só fiquei em casa..hahaha...e comecou o frio aqui..socorrooooo...rsrs...
bjos e vai estudar custos...hahaha

Nikolas disse...

hahaha Therrys!
"Você tem amigos mas não sabe o quanto são seus amigos"

Qual a definição para estranho? Pessoas cujos comportamentos e atitudes não estão dentro do padrão comum e devido a isso são meio incompreensíveis? Você não é estranha então!

Onde há o espaço para conversar sobre essas coisas dentro da facul?
Dificilmente haveria de conversar sobre essas coisas assim com vc lá... talvez se eu tivesse feito psicologia, humanas poderia conversar mais a respeito... mas enfim...

Sinta-se a vontade para conversar papos considerados malucos, estranhos e anormais comigo qdo quiser. Já estou acostumado e gosto disso hahaha

Ah! E qto ao amor da vida... somos 2 cansados de procurar... no momento tenho tido apenas sonhos e ilusões... hehe

Bjos!