domingo, 24 de maio de 2009

"Começar de novo..."

A vida da voltas, diria qualquer livro de auto-ajuda, mais nunca gostei de livro de auto-ajuda mesmo, uma boa conversa sempre me ajudou muito mais, livros assim me dão sono.


Tava meio deprê esses dias aí, “Eu estava numa vida de horror com a cabeça baixa sem ninguém me dá valor, andava atrás da minha paz”. Estava complicado conviver com tudo, aquele turbilhão de pensamentos, sentimentos e tudo mais.


Re-descobri a beleza de Los Hermanos, ouvi muito Pedro Mariano e Vanessa da Mata, com essas músicas passei de um momento deprê para um introspectivo. E fui vivendo. Passando dia a pós dia! Quieta e sozinha.


E de repente percebi que estava tudo errado. Estava me entregando a idéias que eu não acreditava. Preocupada demais com a opinião dos outros e me esquecendo de mim. Parei para pensar. Era ridículo deixar isso me derrubar.


Parei e vi, que a felicidade esta em ser o que se é. E não o que querem que você seja. Eu que sempre defendi a originalidade estava tentando me enquadrar. Parei com a bobagem e vi que não preciso de nada exterior para ser feliz. Passei a ser mais eu e me encontrei.


Voltei a ouvir TM que havia abandonado, nem sei porque. Me recompus, me organizei para ser eu. Ganhei confiança e coragem para viver. Joguei fora a tristeza e me permiti ser feliz. Sei que não sou perfeita, sei que me falta muito para ser completa. Mais a graça está na busca. O interessante é o crescimento.


A perfeição sempre me irritou, e me vi atrás dela, como diz Marcelo Camelo “Eu que já não sou assim muito de ganhar, junto às mãos ao meu redor Faço o melhor que sou capaz só pra viver em paz.”


Olha lá quem acha que perder é ser menor na vida, Olha lá quem sempre quer vitória e perde a glória de chorar”

Percebi que mesmo só, sou feliz, nunca estarei totalmente sozinha! Por mais só que me sinta, tenho eu para me fazer companhia. E mesmo quando triste, isso passa, assim como a perfeição é impossível, a felicidade plena também!

metade de mim agora é assim de um lado a poesia o verbo a saudade do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim e o fim é belo incerto... depende de como você vê o novo, o credo, a fé que você deposita em você e só”

4 comentários:

Erica disse...

Isso mesmo terwis, assim q se fala, esta corretissima, nao somos perfeitas e ninguem nunca vai ser, o bom é ser diferente.
"o sucesso nao é um destino, é uma jornada..."

bjos,

Erica

blogberona disse...

a vida ta por bem!
e por bem, se faz bem!
a vida boa, é coisa boa!
e por boa... se faz boa!

Rui disse...

Olha lá, quem vem do lado oposto!

A vencedora!

Basta mudar o artigo de título do nome da música!

Los Hermanos é bão d+!

Musical esse seu post!! Aumente o volume e dance conforme a música!! =D

Mattheus Rocha disse...

Ainda acho que literatura nos ajuda e abre muito mais portas que livros de auto-ajuda (eca!!!!)

Na verdade, a arte em geral tem o dom de mudar o ser humano :)